Terça, Setembro 26, 2017
   
Text Size

Pesquise no Portal Islam BR

10 de Muharram (11-10-2016) - O Jejum do Dia de Ashura

Notícias - Islâmicas

Ashura
 
O Profeta Muhammad () observava o jejum neste dia para expressar sua gratidão para com Allah.
 
 
 
 
 
 
Abu Bakr (رضي الله عنهrelatou que o Profeta () disse: "O ano é de doze meses, dos quais quatro são sagrados, os três meses consecutivos de  Dhu’l-Qa’dah, Dhu’l-Hijjah e Muharram, e Rajab Mudar, que está entre Jumaada e Sha'baan." (al-Bukhari, 2958)
Jejuar no dia 10 de Muharram (11-10-2016), conhecido como o Dia de Ashura, expia os pecados do ano anterior. Quando o Profeta (ﷺ) chegou a Madinah em 622 CE, ele soube que os judeus jejuavam no décimo dia de Muharram e perguntou-lhes qual a razão para jejuar nesse dia. Eles disseram, “Esse é um dia abençoado. Nesse dia Allah salvou os Filhos de Israel de seus inimigos (no Egito) e o Profeta Mussa (عليه السلام) (Moisés) jejuou nesse dia em agradecimento a Allah.” Ouvindo isso, o Profeta (ﷺ) disse, “Nós estamos mais próximos de Musa do que vocês estão.” E assim ele jejuou nesse dia e ordenou aos muçulmanos para jejuarem nesse dia. (Al-Bukhari) 
No ano seguinte Allah ordenou aos muçulmanos que jejuassem no mês de Ramadan, e o jejum de Ashura se tornou opcional. Também é relatado que o Profeta (ﷺ) tinha a intenção de jejuar no nono e no décimo dia. Ibn `Abbas (رضي الله عنه) contou: O Mensageiro de Allah (ﷺ) jejuou no dia de Ashura e ordenou que todos o fizessem. As pessoas disseram "Oh Mensageiro de Allah (ﷺ), esse é um dia que os Judeus e os Cristãos honram." O Profeta (ﷺ) respondeu: "Quando o próximo ano chegar, insha Allah, nós jejuaremos também no nono dia." A morte do Profeta (ﷺ) veio antes do ano seguinte. (Muslim e Abu Dawoud)
Assim, de acordo com os estudiosos, você pode escolher entre jejuar o Ashura em três dias (o nono, o décimo e o décimo primeiro); em dois dias (o nono e o décimo); ou em um único dia (o décimo).
O Profeta (ﷺ) disse, “Jejuar no dia de Ashura’ (é de grande mérito), e eu espero que Allah aceite o jejum como expiação pelos pecados cometidos no ano anterior.” (relatado por Muslim)

Abu Huraira (رضي الله عنه) disse: "O Mensageiro de Allah () disse: "O melhor jejum depois do Ramadan, é o jejum no mês de Allah de Muharram." (relatado por Muslim, 1982) 

Mu’awiyah ibn Abu Sufyan (رضي الله عنهrelatou: “Escutei o Profeta (ﷺ) dizer: "Hoje é o dia de Ashura. Allah não determinou esse jejum como obrigatório para vocês. Mas eu estou jejuando. Aquele dentre vós que quiser observar o jejum, que o faça, e aquele que não quiser, não precisa fazer o jejum." (Sahih Muslim) 
 
Ibn 'Abbas (رضي الله عنه) disse: "Eu nunca vi o Mensageiro de Allah (ﷺ) tão entusiasmado para jejuar um dia e dar a ele prioridade sobre qualquer outro como o dia de 'Ashura'." (al-Bukhari)
Mas a expiação dos pecados menores só acontece se você evitar os pecados maiores. É um grande engano contar com um único dia de jejum para “por as contas em dia”. Se você é negligente com suas orações diárias, ou com o jejum de Ramadan, ou se você fofoca, mente, comete adultério ou outros pecados maiores, apenas fazer o jejum de Ashura não vai repara seus pecados! O grande estudioso Ibn Al-Qayyim Al-Jawziyya (رحمه الله‎(b. 691 AH/1292 CE) escreveu:  
Essas pessoas mal orientadas não sabem que jejuar o mês de Ramadan e orar cinco vezes ao dia é muito mais importante que jejuar no Dia de Arafah e no Dia de Ashura’, e que (cumprindo a oração e jejum obrigatórios) eles expiam suas sinas de um Ramadan até o próximo, ou de uma Sexta-feira até a próxima, contanto que sejam evitados os pecados maiores. Mas eles não podem expiar os pecados menores se não evitarem os maiores; só quando as duas coisas se dão conjuntamente é que os jejuns opcionais podem expiar os pecados menores. Dentre as pessoas em erro pode estar aquele que pensa que suas boas ações superam seus pecados, porque ele não presta atenção em suas más ações ou nem mesmo confere seus pecados, mas se faz uma boa ação aí sim ele presta atenção e se apoia nela. Esse indivíduo é como aquele que busca o perdão de Allah com sua lingual (ou seja, apenas nas suas palavras), e glorifica Allah repetindo “subhan Allah” cem vezes por dia, mas então fofoca sobre seus irmãos e calunia sua honra, e passa o dia inteiro falando de coisas que não são do agrado de Allah. Essa pessoa está sempre pensando sobre o seu mérito em repetir “subhan Allah” e “la ilaha illa Allah”, mas não presta atenção no que é ensinado sobre aqueles que fofocam, mentem e caluniam, ou que cometem outros pecados da palavra. Esses estão completamente iludidos. (Al-Mawsu`ah Al-Fiqhiyyah, part 31, Ghuroor) 

Shaykh ul-Islam (رحمه الله‎ disse: "Jejuar no dia de 'Ashura' é expiação por um ano, e não é makruh jejuar apenas este dia … " [Al-Fatawa al-Kubra, parte 5] Em Tuhfat al-Muhtaj de Ibn Hajar al-Haytami, ele disse: "Não há nada de errado em jejuar apenas no dia de 'Ashura'." [Parte 3, Bab Sawm at-Tatawwu'] 

Imam an-Nawawi (رحمه الله‎) disse: "Ele é expiação para todos os pecados menores i.e. é perdão para todos os pecados exceto os pecados maiores." Então ele disse: "Jejuar no dia de 'Arafah expia dois anos e o dia de 'Ashura' expia um ano. Se quando uma pessoa disser 'Amin' coincidir com o 'Amin' dos anjos, ele terá todos os pecados anteriores perdoados… Cada uma das coisas que mencionamos trará expiação. Se há pecados menores para os quais expiação é necessária, a expiação por eles será aceita; se não houver pecados menores ou maiores, boas ações serão adicionadas à seu registro e a pessoa será elevada em status … Se tiver cometido pcados maiores e nenhum pecado menos, nós esperamos que os pecados maiores sejam reduzidos." [Al-Majmu' Sharh al-Muhadhdhab, parte 6, Sawm Yawm 'Arafah] 

Shaykh ul-Islam Ibn Taymiyyah (رحمه الله‎disse: "Taharah, salah, e jejuar no Ramadhan, no dia de 'Arafah e no dia de 'Ashura' expia apenas os pecados menores." [Al-Fatawa al-Kubra, part 5]

Você pode ter ouvido falar sobre alguns costumes associados com o Dia de Ashura, tais como cozinhar comidas especiais com ou sem grãos, ou usar roupas novas, ou gastar dinheiro com a família, ou comprar os suprimentos do ano naquele dia, ou praticar atos especiais de adoração, tais como orações especiais ou sacrificar um animal naquele dia, ou separar um pedaço da carne do sacrifício para cozinhar com grãos, ou usar o kohl e a henna, ou tomar banho (ghusl), ou apertar as mãos uns dos outros, ou fazer visitas, ou visitar as mesquistas ou mashhads (templos), etc... tudo isto é bid'ah censurável e é errado. Nada disso tem a ver com a sunnah do Mensageiro de Allah () ou com a prática dos Khulafa’ al-Raashidoon. Nada disso foi aprovado por qualquer dos imames dos muçulmanos, nem Malik, nem at-Thawri, nem al-Layth ibn Sa'd, nem Abu Haneefah, nem al-Oozaa'i, nem al-Shaafa'i, nem Ahmad ibn Hanbal, nem Ishaaq ibn   Raahwayh, nem qualquer dos imames e estudiosos dos muçulmanos.' (al-Fataawa al-Kubra, de Ibn Taymiyah) 

Outros consideram um dia de luto e lamentação em honra do neto do Profeta () Al-Husayn (رضي الله عنه), que foi morto em batalha nesse dia. O estudioso Ibn Taymiyah (que Allah tenha misericórdia dele) afirmou que todos esses costumes são bid`ahs (inovações repreensíveis) que devem ser evitadas.
 
Ibn al-Haaj (رحمه الله‎citou que um dos bid'ahs comuns no dia de 'Aashooraa' era pagar deliberadamente o zakaat neste dia, cedo ou tarde, ou matar uma galinha só para a ocasião, ou - no caso das mulheres - usar henna. (al-Madkhal, parte 1, Yawm ‘Aashooraa’)
 
Aproveitem essa oportunidade para se aproximar de Allah no dia de Ashura’ através do jejum e da prece por perdão.

Facebook

Twitter

Google Plus

YouTube

LinkedId

Banner
Banner
Banner

Traducir Translate يترجم

English Arabic French German Hindi Italian Japanese Russian Spanish