Início América Latina CDIAL participa de evento sobre tolerância e fraternidade a convite do cônsul-geral...

CDIAL participa de evento sobre tolerância e fraternidade a convite do cônsul-geral dos Emirados Árabes

61
0
O diretor-executivo do Centro de Divulgação do Islam para América Latina, Sr. Ziad Ahmad Saifi, participou, no dia 18 de junho, do encontro “Tolerância e Fraternidade”, o evento foi articulado pelo vereador Rodrigo Goulart (PSD) e promovido pelo excelentíssimo Dr. Ibrahim Salem Alalawi, cônsul-geral dos Emirados Árabes Unidos em São Paulo, no Salão Nobre do Palácio Anchieta (SP).
 
O evento reuniu aproximadamente 300 pessoas e teve como base o documento sobre “Fraternidade Humana para a Paz Mundial e a Convivência Comum” assinado, neste ano, pelo Papa Francisco e o Imam de Al-Azhar Sheikh Dr. Ahmad Al Tayyeb, em Abu Dhabi.
 
Em fevereiro deste ano, o Papa Francisco, na primeira viagem de um pontífice católico à península arábica, encontrou com o grande Iman de Al-Azhar, Sheikh Dr. Ahmad Al-Tayyeb, e juntos assinaram um documento histórico, a Declaração de Abu Dhabi, que condena especialmente o terrorismo e a intolerância religiosa. Também foi assumido o compromisso de que as religiões “nunca devem incitar a guerra, atitudes de ódio, hostilidade e extremismo”, nem promover a violência ou o derramamento de sangue.
 
No documento assinado e divulgado no mundo, Al-Azhar em conjunto com a Igreja Católica declaram que adotam: “A cultura do diálogo como caminho; a colaboração comum como conduta; o conhecimento recíproco como método e critério. Pedimos a nós mesmos e aos líderes do mundo, aos artífices da política internacional e da economia mundial, para que se empenhem seriamente em difundir a cultura da tolerância, da convivência e da paz, para que intervenha, o quanto antes, para deter o derramamento de sangue inocente e acabar com as guerras, os conflitos, a degradação ambiental e o declínio cultural e moral que vive o mundo de hoje”.
 
Os dois líderes religiosos pedem aos homens de religião e de cultura para redescobrirem e difundirem “os valores da paz, da justiça, do bem, da beleza, da fraternidade humana e da convivência comum”. E afirmam que crêem “firmemente que entre as causas mais importantes da crise do mundo moderno há uma consciência humana anestesiada e o afastamento dos valores religiosos assim como o predomínio do individualismo e das filosofias materialistas.
 
O Ano da Tolerância
 
“O objetivo [do Ano da Tolerância] é estabelecer os EAU como capital global para a conciliação e afirmar o valor da tolerância como um marco institucional sustentável, por meio de legislações e políticas direcionadas, visando globalizar os valores de tolerância, diálogo, aceitação e abertura a diferentes culturas, especialmente entre as novas gerações, e assegurar que suas repercussões reflitam sobre a sociedade como um todo”, afirmou o Cônsul-Geral dos Emirados Árabes Unidos, Ibrahim Salem Alalawi, que lembrou, ainda, que dos 10 milhões de habitantes daquele País, 8 milhões são estrangeiros.
Ao final do evento, o Cardeal Scherer e o Sheik Mohamad Al Bukai, diretor de assuntos islâmicos da União Nacional Islâmica, assinaram a Declaração de Fraternidade Humana.
 
O Sheik agradeceu ao governo dos Emirados Árabes Unidos a promoção do Ano da Tolerância, permitindo criar “pontes de amor e de tolerância entre as culturas e povos”. Também enalteceu o fato de o Brasil ser um País tolerante e acolhedor ao estrangeiro.
 
“Vamos criar uma geração que acredita na santidade de Deus e na dignidade do ser humano na Terra”, afirmou o Sheik Al Bukai.
Sr. Ziad Ahmad Saifi vice presidente do CDIAL.
“Nós, muçulmanos, queremos que as pessoas se unam mais para o bem da comunidade. Para alcançarmos este objetivo, o homem, como ser, necessita estar bem no campo espiritual, independente da religião. Ela e a família o ajudam a ter bases que evitam que ele tenha atitudes errôneas em sua vida. Queremos paz e um mundo melhor para nossos filhos. Por isso, o CDIAL parabeniza o governo dos Emirados Árabes e ao cônsul-geral pela iniciativa”, comenta Sr. Ziad Ahmad Saifi.