Início América Latina 6ª edição do Prêmio Internacional Rei Abdullah de Tradução

6ª edição do Prêmio Internacional Rei Abdullah de Tradução

51
0

Com objetivo de incentivar o intercâmbio de conhecimento entre a cultura árabe e o mundo ocidental, São Paulo foi sede da entrega da 6ª edição do Prêmio Internacional Rei Abdullah de Tradução. A premiação teve a participação do governador Geraldo Alckmin. “Após de mil anos de forte intercâmbio cultural, o vocabulário português inclui atualmente cerca de 600 palavras de origem árabe, mas segundo linguistas as palavras árabes representavam em torno de 25% do vocabulário da língua portuguesa primitiva”, disse Alckmin durante seu discurso.

Discurso do Príncipe Abdulaziz Bin Abdullah Bin Abdulaziz.

O evento, que aconteceu pela 1ª vez no Brasil, teve a participação do príncipe Abdulaziz Bin Abdullah, terceiro filho do rei da Arábia Saudita, Abdullah bin Abdul Aziz Al-Saud, e vice-ministro das Relações Exteriores do país. O prêmio distribui no total US$ 1 milhão aos vencedores das cinco categorias e teve um brasileiro como vencedor, o professor João Baptista de Medeiros Vargens. “O Brasil tem a maior comunidade árabe da América Latina e São Paulo tem a maior comunidade árabe do Brasil, mais de 10 milhões de brasileiros possuem ascendência árabe. É um patrimônio cultural, social e econômico que valorizamos muito. Estou seguro que Vossa Alteza Real aqui se sente em casa”, disse Alckmin.

Discurso-Governador-Geraldo-Alckmin.

O governador ainda disse que foi uma honra São Paulo ter sido escolhido como sede para a premiação e que isso representa e reflete o bom momento das relações entre os países e que o idioma é visto como “a língua da cultura, do esplendor e da ciência”. O Governador lembrou a todos do interesse do imperador brasileiro Dom Pedro II pelo idioma e citou que ele traduziu parte das Mil e Uma Noites e deixou como herança para o Brasil sua biblioteca com 151 obras em árabe ou sobre os árabes. O príncipe saudita Abdulaziz Bin Abdullah, afirmou, durante seu discurso, que o fato de a entrega do prêmio ocorrer no Brasil é a confirmação da integração árabe-brasileira. “Almejamos ativar um movimento forte de tradução do árabe para o português”, disse o supervisor geral da Biblioteca Pública King Abdulaziz, Faisal Muaammar, durante entrega da premiação, a Biblioteca é a responsável por organiza o prêmio.

Muaammar denominou o encontro como um novo ponto de partida para as relações do seu país com o Brasil e a América Latina. Tanto o príncipe quanto o supervisor geral ressaltaram o papel das traduções como ponte entre os diferentes povos. A premiação é justamente um reconhecimento para intelectuais que promovem o conhecimento e a disseminação do idioma árabe mundo afora. “Espero que esse prêmio incentive indivíduos”, disse Abdullah. A premiação da Arábia Saudita distribuiu US$ 1 milhão para os vencedores em cinco categorias. O brasileiro Vargens foi ganhador em Prêmio de Tradução para Esforços Individuais, juntamente com o professor espanhol Luis Miguel Pereza Cañada. Vargens é professor de Língua Árabe da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ufrj) e fundou uma editora, a Almádena, voltada para traduções do árabe e temas que envolvem mundo árabe.

Os premiados da noite.

Ele é autor dos livros Português para falantes de árabe, Léxico Português de Origem Árabe e Islamismo e negritude, tradutor e organizador de Contos Marroquinos Modernos e de As codornas e o outono, e recebeu, no ano passado, o prêmio Unesco-Sharjah para a Cultura Árabe. Em seu discurso na cerimônia em São Paulo, Vargens lembrou o tempo em que trabalhou na Síria e ressaltou a importância do prêmio para que intelectuais e pesquisadores realizem seus trabalhos e estudos.

Também foram premiados : Salwa Saliman Naqli e Rasha Saad Zaki, na categoria Tradução das Ciências Humanas de Outros Idiomas para o Árabe, Reem Mohammad Al Towairqi, Abdulanser Salah Ibrahim e Ali Abdullah Al-Salama, na categoria Tradução no Campo das Ciências Naturais de Outros Idiomas para o Árabe, Cecília Martini na categoria Tradução no Campo das Ciências Humanas do Árabe para outras Línguas, e o Arab Center for Arabization, Translation, Authorship and Publication, na categoria Tradução no Campo das Instituições.

sr. Ziad Ahmad Saifi (CDIAL), Hussein Saifi (CDIAL) e o sheikh Mohammad el Moghrabi.

A solenidade foi seguida de um jantar para convidados e teve a participação de várias autoridades, entre elas embaixadores de países árabes no Brasil e lideranças religiosas da comunidade árabe e muçulmana. O CDIAL esteve representado pelo seu vice presidente sr. Ziad Ahmad Saifi e pelo diretor do departamento religioso Hussein Saifi.