Nos últimos quatro anos iniciou-se um projeto de divulgação do Islam na comunidade de surdos, e aos poucos podemos colher os frutos destes esforços. Que tem como idealizadora a professora divulgadora Rosângela França, formada em Letras e pós-graduada em lingüística, formada também em Libras, e que tem em seu currículo acadêmico o diploma do Instituto Latino-Americano de Estudos Islâmicos como divulgadora.

Professora Rosângela França.

O CDIAL que tem como um dos seus pilares a divulgação do Islam, entendeu a necessidade de apoiar este projeto, e desde então vem criando mecanismo para poder levar o Islam a comunidade de surdos no Brasil sobre a supervisão da professora Rosângela França.

Nos últimos dois anos foram feitas palestras e atividades culturais e religiosas junto às instituições de ensino para surdos, tanto da rede privada como estadual e municipal. Com o intuito de criar uma aproximação maior com a religião islâmica, ensinando os seus valores morais e éticos.

E dando também a oportunidade de poderem conhecer mais a respeito do Islam, de compreenderem os ensinamentos do Alcorão e a sua mensagem de paz e harmonia, mensagem esta que resgata a dignidade humana, e que dá ao ser humano um sentido para esta vida. Aprenderem um pouco mais sobre o último dos mensageiros de Allah o profeta Muhammad ﷺ, que em toda a sua vida não mediu esforços em pregar a Mensagem do Islam, e que tinha tanto amor por nós ao ponto de chorar noites e noites rogando a Allah para que guiasse os corações dos seres humanos para a senda reta, o Islam.

Como em todo inicio de trabalho temos encontrado algumas obstáculos e dificuldades, mas depositamos toda a nossa confiança em Allah, e rogando sempre a Ele para que nos mantenha firmes neste propósito, que nos de força para enfrentar as dificuldades e acima de tudo que aceite o nosso esforço em propagar a Sua palavra.

Segundo censo realizado em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística-IBGE, cerca de 9,7 milhões de brasileiros possuem deficiência auditiva, o que representa 5,1% da população brasileira. Deste total cerca de 2 milhões possuem a deficiência auditiva severa, (1,7 mihões têm grande dificuldade para ouvir e 344,2 mil são surdos) e 7,5 milhões apresentam alguma dificuldade auditiva. No que se refere a idade, cerca de 1 milhão de deficientes auditivos são crianças e jovens até 19 anos. O censo também revelou que o maior número de deficientes auditivos, cerca de 6,7 milhões, estão concentrados nas áreas urbanas.

Já, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (2011) 28 milhões de brasileiros possuem algum tipo de problema auditivo, o que revela um quadro no qual 14,8% do total de 190 milhões de brasileiros, possuem problemas ligados à audição.

As escolas que queiram visitar a mesquita Abu Bakr em S.B. do Campo ou queiram ter uma palestra sobre o Islam para os seus alunos nas suas unidades, entrem em contato com a professora Rosângela França pelo telefone: 11 4122 2400.

Fotos de atividades com os alunos da EMEBE Neusa Bassetto e o Instituto Santa Teresinha:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here